Espaço Integrado de Artes (EIA) | Extensão | Universidade do Sul de SC - Cursos Presenciais e EaD

Espaço Integrado de Artes (EIA)

O Espaço Integrado de Artes (EIA) da Unisul está localizado no Campus Universitário de Tubarão. É um ambiente interativo, cultural e comunitário que tem como objetivo estimular arte e cultura, gerando a integração entre os alunos e a comunidade.

Apresenta um calendário diversificado e de caráter regional, com a realização de eventos referentes às mais diversas manifestações culturais: música, dança, teatro, entre outras.

Histórico do EIA

  • 1988

Neste ano foi criado o Centro de Convivência Cultural da Unisul, no momento da transformação da Fessc em Universidade, com o objetivo de incentivar, desenvolver e oferecer um espaço para as atividades que pudessem resgatar, valorizar, dinamizar e promover a cultura artística.

O Centro de Convivência Cultural contou, desde o início, com um prédio de amplo espaço, com mais de 2.200 metros quadrados, com função de sede de eventos diversos, nas artes e demais atividades culturais.

  • 2001

Em julho, com a implantação da nova estrutura da Universidade, juntamente com o plano de desenvolvimento cultural no Campus Universitário de Tubarão, o Centro de Convivência Cultural passou a ser denominado Espaço Integrado de Artes (EIA).

As principais atividades do EIA, desde então, estão vinculadas, sobretudo, aos três grupos artísticos: Coral Universitário da Unisul, Unisul Cia de Dança e Cia de Teatro Unisul. As produções e manutenção desses grupos ocorre por meio do Programa de Cultura Artística do Campus de Tubarão, Gerência de Ensino, de Pesquisa e de Extensão (Gepex).

  • 2016

Com a expansão das atividades culturais do Colégio Dehon (órgão complementar da Unisul), inúmeras salas foram readaptadas para receber, além dos grupos artísticos da Universidade existentes desde a implantação do Centro de Convivência, a Banda do Colégio Dehon, grupos musicais e de atividades cênicas, entre outros.

O EIA também já abrigou o Museu Universitário Walter Zumblick e a Cátedra Unisul. Assim, além do auditório, a estrutura física do EIA abriga a sala do acervo de parte das obras de Willy Zumblick, bem como salas de audições, de música, de teatro, de dança, acervo da cultura de base açoriana, Pastoral Universitária, cozinha, amplos banheiros, salas para atividades administrativas, entre outros.  

Equipe

O Espaço Integrado de Artes da Unisul (EIA) conta com a atuação de profissionais qualificados que possuem afinidade com as artes.

A equipe do EIA assume um propósito com a comunidade: trabalhar em prol do desenvolvimento das manifestações artísticas, dentro e fora da Universidade, oferecendo suporte e apoio técnico para diferentes áreas da cultura.

O auditório

O auditório do EIA tem capacidade de acomodação para cerca de 680 pessoas. É o local onde acontecem os eventos da Unisul, como: cerimonial de formatura, seminários, eventos comunitários, concertos musicais, peças teatrais, conferências, colóquios e espetáculos artísticos.

Por meio da promoção de diversos eventos gratuitos, a Universidade oferece à comunidade interna e à comunidade externa, uma mostra do que produz, incentivando a difusão de projetos que visam a contribuir com o desenvolvimento e a preservação da identidade cultural.

Cursos

Com base no princípio de que a formação cultural do cidadão é requisito fundamental para a valorização de sua identidade, a equipe do Espaço Integrado de Artes se compromete com a comunidade, desenvolvendo cursos de extensão nas diversas áreas da cultura.

São cursos de dança, música, recuperação do patrimônio artístico, como:  artes visuais, artes e cênicas, entre outros.

Projetos e eventos

Além dos projetos e eventos consolidados desde a criação dos grupos artísticos na Unisul, a exemplo do Unidança, do Cantart, do Amor em Canção, do Encena Dehon e do Uniluz, outros projetos foram incorporados às atividades do EIA, como: Café e Arte, Unicena, Unidança Kids, Uniculta.

Também foram incorporados eventos pontais, como: Recitais de Piano: alma brasileira, repertório de Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazerth, Zequinha de Abreu e Valdir Azevedo; Recital de Piano: 200 anos de Chopin; Recital Ragtime e MPB; Recital de piano Primavera, interpretados por Pedro Dominguez.

Confira o histórico de projetos e eventos realizados no EIA:

2016+

Para 2016 será inaugurado o acervo de artistas tubaronenses, na Biblioteca da Unisul e a publicação da primeira revista cultural da Unisul.

2012+

Visando integrar atividades de canto, interpretação cênica e dança, o projeto Tributos homenageou Vinicius de Moraes e Noel Rosa, comandados por integrantes do Coral Universitário, Cia. de Teatro Unisul e Unisul Cia. de Dança.

2010+

Desde 2010, a coordenação de eventos e projetos do EIA, juntamente com os coordenadores e professores dos grupos artísticos, promovem uma agenda cultural anual.

2007+

Foi inaugurada a sala do acervo de Willy Zumblick.

Considerando-se o acervo de parte das obras de Willy Zumblick, em sala incorporada ao espaço físico do Espaço Integrado de Artes, o Projeto de Extensão em Restauração e Preservação do Patrimônio Cultural: Arte e Arquitetura, em sua terceira edição, além de capacitar profissionais para a preservação do patrimônio cultural – artes visuais, recuperou inúmeras obras do artista catarinense e de outros pintores da cidade de tubarão.

Destaca-se, ainda, a comemoração dos 100 anos de Willy Zumblick, em parceria com a Assembleia Legislativa, Prefeitura Municipal de Tubarão, entre outros, bem como a participação ativa de integrantes do EIA, 50 anos da Unisul, 130 anos da Sociedade Divina Providencia - Noite da Gratidão.

Com a finalidade de integrar a comunidade externa as atividades artísticas da Unisul, foram criados e desenvolvidos os cursos de formação em música instrumental, saxofone; curso de Extensão em Desenho Artístico; curso de extensão em Canto Coral Infanto-juvenil, parceria com a  Prefeitura Municipal de Tubarão.  

2006+

O Campus Universitário de TubarãoTubarão, em parceria com o Sesc de Tubarão, realizou o I Primeiro Fórum nacional de Cultura, evento que contemplou inúmeros temas relevantes para a produção, circulação e preservação cultural. Ponto marcante, as presenças de Lúcia Santaella, Paulo Freire (violeiro), do artista José Luis Pellegrin, Sônia Lapolli, Raïssa Capeller, grupo Siri Goiá (oficina de música), Eliane Lisboa, entre outros.

Coordenação

  • Coordenação Administrativa: Sandra Domingues, professora da Unisul;
  • Coordenação de Eventos e Projetos Culturais:Valdézia Pereira, professora da Unisul.